FERMENTAÇÃO DA ÁGUA DE PRESSÃO DE RESÍDUOS ORGÂNICOS "BioPV"

O novo processo de tratamento combina composto e biogás

A Sutco desenvolveu com a sua nova tecnologia de fermentação BioPV (fermentação da água de pressão de resíduos orgânicos) um processo de fermentação alternativo, o que melhora significativamente o balanço de energia e a capacidade de processamento de sistemas de compostagem.

Com pouco esforço técnico, a obtenção do rendimento máximo de gás na fase líquida a partir de resíduos orgânicos deu certo no desenvolvimento de novos processos de fermentação BioPV (fermentação da água de pressão de resíduos orgânicos). Com esta tecnologia, compostos orgânicos pressionados de resíduos orgânicos são utilizados através de fermentação em reatores de biofilme para produzir biogás.

BIOGÁS E COMPOSTO.

Até agora, as plantas de fermentação seca foram usadas principalmente para o aproveitamento energético de substâncias orgânicas contidas nos resíduos orgânicos. Estes processos permitem um elevado rendimento de biogás, no entanto, há um esforço considerável no processamento dos resíduos de fermentação em composto comercializável e com qualidade assegurada. O condicionamento necessário e a secagem dos resíduos de fermentação exige um elevado uso de energia.

O PROCESSO.

Na BioPV, no entanto, a Sutco conseguiu evitar de modo considerável resíduos de fermentação externos a serem eliminados. Aqui a fermentação ocorre paralelamente à compostagem com a fase líquida desvinculada do resíduo orgânico fresco. Os resíduos de fermentação são reciclados e eliminados apenas em caso de excesso de água em todo o sistema.